Legado de meu avô!

Recordo-me de meu avô em sua casa, sozinho e solitário. Já havia anos que minha avó tinha falecido e os filhos tinham se casado. Longe dos filhos, longe da terra onde cresceu, longe da esposa, porém, nunca longe de si mesmo o bastante para suportar a insatisfação do coração. Ou para dar nome aos desejos que, no ir e vir da vida, foram jogados pelos cantos da alma. No entanto, era feliz.

Morava numa casa pequena, casa de pau a pique. Telhado bem colocado, piso de chão batido. A solidão tinha cheiro lá dentro. O cheiro de café amargo e morno em cima do fogão à lenha. A janelinha do quarto não trazia luz suficiente para abrandar a tristeza de meus olhos e as palavras mansas de meu avô cutucavam minha alma dizendo: viver é belo, mas dói.

De frente para a porta estava o fogão à lenha com um fogo manso, muitas cinzas espalhadas. Fazia frio aquela manhã e meu avô sentava-se numa cadeira ali por perto. Era um homem de fé e adorava contar lorotas e bater-papo. Pelas paredes da casa víamos os quadros de nosso Senhor e de Maria. Homen honesto, justo e, em certa medida, equilibrado.

Tinha muitos taletos. Adorava tocar violão e viola e cantava muito bem. Sabia nadar como um peixe e se divertia em pescar à mão. Pescar à mão, com o corpo e com a alma. Uma dádiva do céu.

Quando eu era criança ia para os córregos tentar pescar à mão. Procurava fazer como o meu avô fazia. Quase sempre era impossível. Às vezes, sim. Ah, e meus olhos se enchiam de alegria. Minha mãe me alimentou à mão. E meu pai me ensinou a caminhar à mão. Hoje, eu e minha esposa caminhamos de mãos dadas. Mãos que seguem para o eterno. Talvez Deus tenha nos pescado à mão. E lá no céu, talvez nossas mãos sejam nossas almas.

Que bom seria se eu pudesse te pescar à mão, caro leitor. Acho que este é o melhor legado que meu avô me deixou. Sim. Viver de mão-cheia e agradecido, viver com o que temos e felizes. Ajudar os outros e sermos sempre justos. Deixar de lado a mão-de-finado, a mão-pendente, a mão-morta e a mão-leve. Viver de mão-aberta e cheia de amor e fé.

Ronaldo Sérgio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s