As aves noturnas!

Ah! Noite escura lá fora
E aqui dentro uma luz dolorida
Que vai longe, longe
Mas nada ilumina.

Ah! Noite escura lá fora
E mesmo assim ouvimos os pios
Os pios de aves noturnas
Pedindo: desliguem essa luz.

Ah! Luz das alcovas sombrias
Sem janelas e sem portas.
Suas chamas não dizem nada
Também não se apagam nunca.

Ah! Luz sombria das noites
Das noites tão claras e vazias
Vazias de tudo o que clareia
E não traz sentido algum pra vida.

Desliguem-se
E nem liguem p’ro mundo!
Procurem o sentido da vida.
E durmam em paz!

Ronaldo Sérgio 

Anúncios
Esta entrada foi postada em Poesias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s