Feridos de fortaleza

Ouro fino Conto1

Há um bom tempo atrás fiz uma música relembrando os meus amigos e amigas da juventude. Cenas lindas e outras tristes foram passando diante dos meus olhos. Cenas misturadas com as paisagens de Ouro Fino, cidade linda do sul de Minas Gerais. Música composta para todos eles, com muito carinho. Cada um de nós tomou o seu próprio caminho. Muitos se formaram, se casaram. Continuamos amigos. Outros não sei o que fazem e nem como vivem. Perdemos os laços. Laços bons, saudáveis, mas que não existem mais. O importante é que compus também para eles e para aqueles que ainda fazem parte de minha vida. O nome é muito sugestivo: feridos de fortaleza. Fortes e lindos quando jovens, mas feridos de grandes paixões e amores que não voltam mais…

Quem sabe, fizemos como fomos
fiéis e um pouco santos
nada demais pro tempo
rebeldes como jovens e estamos bem.
Contamos as cores e as aventuras
a nossa fisionomia,
contive um riso livre
segredos de um velho estilo e estamos bem.

E tudo mais eu sei, virá:
o amor por descobrir
as luzes pra viver
um sonho bom pra nós
no desvelar do ser.
Amante, amado, por se fazer.

Que bom, olhamos a mesma estrela
feridos de fortaleza
com charmes de finitude
um fundo de encanto novo e estamos bem.
Amamos, criando a nossa morada
o enfeite da existência
palavras de fogo escritas
tão joviais de alma e estamos bem.

E tudo mais eu sei, aconteceu:
as fugas no caminho
de vento os moinhos
as mil e uma portas
da imaginação.
Amante, amado, nem tudo acabou.

Há um poço, além das rochas.
Você até que ficou triste
quando eu fui embora
mas a minha vida é outra.
São fagulhas do nosso jeito de ser,
o amor que nos escapa,
correndo pela casa
e por onde andamos.

Ronaldo Sérgio

Anúncios

10 comentários em “Feridos de fortaleza

  1. Ah, o tempo, esse senhor das razões.

    Curtido por 3 pessoas

  2. KAMBAMI disse:

    Acredito que muitos de nós passamos por situação semelhantes. lembro-me de no início dos anos 80 marcamos para todos voltarem ao colégio na virada do século no ano de 2000. Pois bem de um grupo de 35 amigos/colegas cheios de sonhos, apenas 4 de nós lá estávamos, eu e mais 3 e nos declaramos os cavaleiros não do apocalíptico e sim do resgate, do não se deixar perder da tribo, enfim viramos a noite em um barzinho, cada qual contando suas realizações, dilemas, sonhos e vontades. Brindamos nosso encontro com o dever cumprido de uma promessa juvenil a qual o tempo ao nosso lado permitiu.
    No poema tempo declaro que:
    “(…)Damos tempo em nossas vidas,
    Onde o tempo sempre nos encontra,
    Tempo seu, tempo meu, tempo nosso,
    Falamos tanto nele, mas não o entendemos,
    Ele o tempo vive dentro de nós,
    E é com ele que todos nós iremos,(…)”

    Não há como fugi dele, nossas vidas mudam pela própria razão de vida que nos assola, mas tempo não liga ele sempre nos enrola, e quando menos esperamos, a notícia ou o encontro mesmo que rápido pode esbarrar e ai sim aceite esse momento de tempo, mate a saudade, relembre o que passou apenas de forma saudável sem ter medo do futuro, sem perder sua coragem.

    Linda forma de descrever o sentimento que não se mede pelo tempo mas sim pela saudade.

    Abraços 🙂

    Em tempo ia eu me esquecendo, os caminhos devem ser sempre diferentes senão causam engarrafamento. Para cada Ser o vento do tempo sopra numa direção com uma intensidade e isso acredito ser a pura verdade.;-)

    Curtido por 2 pessoas

  3. Bruna disse:

    Linda música, você tem talento!
    Beijo.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Milca Alves disse:

    Letra e música muito boa de ouvir e meditar.

    Curtir

  5. jomabastos disse:

    Composição maravilhosa! Parabéns!
    A poesia e a música interligam com muita profundidade!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s