A loucura!

“Quando ‘cê vem vê a gente?”
Se soubesse, sentindo a morrinha do quarto, diria:
“Talvez daqui uns dias,
quem sabe nunca mais depois de uns dias”,
pensava com dificuldade.
Parecia pensamento temporão.
Deixaria a consternação tomar conta
e, sentindo ainda a morrinha do quarto,
ali ficaria pra sempre, coçando a virilha,
sem receios pelos seus oitenta anos,
quem sabe!?

“Não sei, mãe! Depende do meu emprego.”
Emendou as coisas rasgadas na mente,
grosso, rude por dentro, sentindo-se um porco.
Virando-se bruscamente
tirou a toalha molhada da porta,
e num gesto de emborco
com nada mais no copo,
jogou-a no lixo, no saco preto de orco,
“pro inferno, eta morrinha do inferno,”
“eta morrinha do inferno”, repetia!

“Ah, tá bom, vem logo! Pro natal, se der.”
Agora, caminhava pela sala
também ali, “que danação!”, dizia.
O cheiro queria grudar em seu corpo,
a catinga dos sapatos em frente ao sofá,
era o achaque que herdara. Mas, de quem?
Da mãe não era.
O pai era lúcido.
Do mundo, da vida, da rua…
Vivia num muquifo, em mixórdias vivendo.
Solteiro ainda, desmamado, desamado.

“Tudo bem mãe! Acho que vou sim.”
Tudo empilhado na pia,
pratos, colheres, garfos e restos no fogão.
Estava preso em seu mundinho,
“Diabos” dizia em silêncio.
Ao telefone, a mãe percebia os vãos,
os buracos deixados na conversa.
Conhecia os anjos da preguiça,
dominando a vida do filho, o desajeito.

“Volte, filho. Volte pra casa!”
“Agora não mãe! Estou bem aqui!”
Sentiu-se infeliz, porque amado.
Quis voltar, dar o braço a torcer,
mas exigia sempre um quinhão a mais,
um pouco mais de amor.
Era sua maldição, sofrimento e morte.
Lavou os pratos,
Arrumou a sala.
E ficou… até ficar louco mesmo,
depois da morte da mãe e do pai.

Ronaldo Sérgio

Anúncios

11 comentários em “A loucura!

  1. KAMBAMI disse:

    Pura realidade de algumas vidas Ronaldo! Parabéns por descrevê-la na mais profunda exatidão. É triste, mas é a vida. 😦
    Estou reblogando pois é muito interessante e intrigante na experiência humana.

    Abraços! 🙂

    Curtido por 2 pessoas

  2. KAMBAMI disse:

    Republicou isso em FALA ABERTAe comentado:
    Uma realidade pouco entendida e pouco comentada.

    Curtido por 1 pessoa

  3. fagulhadeideias disse:

    Gostei demais de sua crônica! Parabéns.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Morrinha dos infernos! Acabei achando engraçado. Foi legal de ler

    Curtido por 1 pessoa

  5. jomabastos disse:

    Maravilhosa crônica que exprime fortes sentimentos!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s