Alma torta

Alma torta1

Foto do google

Tirem de mim o peso do nada,
o vazio do vento da noite,
a sombra que parece real
mas não tirem de mim a leveza
e nem a doçura de descascar uma laranja.

Minha alma é torta. Sim, muito torta.
Como as sombras na caverna
um mito antigo de Platão.
Carrega o sabor das laranjas,
atada às ideias do céu.
Pois é o nada que me fascina
e abala os objetos amarrados em mim.

de Faria, Ronaldo

Anúncios

5 comentários em “Alma torta

  1. Michele Viviane Vasconcelos disse:

    Que linda poesia!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s