Riso tristonho

Ze Veloso

Quanto barulho
encheu minha alma
de tarde, o sereno,
no terreiro de casa
brincava com as gretas
afoito sonhava
de alma, secretas
borduras tão alvas.

Hoje, a porta molhada
o degrau feito às pressas
a voz que ficou
no peito as promessas
com as luzes da tarde
e a dor do abandono
o riso tristonho
me cala à beça

Ronaldo Sérgio

Anúncios

9 comentários em “Riso tristonho

  1. morei em uma casa idêntica a esta!!

    Curtido por 2 pessoas

  2. Rapaz! Que lindo. Não sei por que, não sei como, não sei definir. Mas é. E é isso.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s